terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

CARREIRAS
segundo Maria Guadalupe
(in Fonte Nova, de 16/02/2008)


Terminámos o último artigo com a certeza de que os Celtas andaram pelas Carreiras.
Vamos hoje recuar mais ainda no tempo, porque testemunhos importantes a isso nos obrigam.
Cumprimos gostosamente esse dever.
Não poderemos esquecer a Anta do "João Martins" que nos leva a pensar na ocupação humana do território da freguesia há cinco mil anos, nem que os concelhos de Castelo de Vide e de Marvão são ricos destes monumentos.
No primeiro foram estudados pela Drª Maria da Conceição Monteiro Rodrigues, 24; no segundo o professor da Universidade de Évora Dr. Jorge Oliveira descreveu 25.
São as antas formadas por grandes pedras (megálitos) colocadas ao alto, encimadas, por uma laje chamada chapéu, formando a câmara. Desta partia, por vezes, um corredor, construído também com grandes pedras e coberto por outras. Tratam-se de monumentos sepulcrais.
No interior conservam-se frequentemente ossadas humanas, acompanhadas por recipientes de cerâmica, objectos de pedra talhada e polida e "outros artefactos de cariz simbólico".
Desconhecem-se "as razões que poderão estar na selecção dos que a este tipo de sepulcro tinham direito", mas é evidente que nem todos os membros da comunidade eram assim tumulados.
As antas pertencem ao Neolítico, fase do desenvolvimento técnico das sociedades pré-históricas correspondente ao sedentarismo, início da agricultura, criação de gado, etc.
Na América, na China, no Sudeste Asiático e no próximo Oriente relacionam-se com a origem deste modo de vida vários focos de desenvolvimento.
É possível que nas Carreiras existam outras antas semi-destruídas ou quase irreconhecíveis de cuja situação se poderão lembrar ainda os mais velhos.

Bibliografia
Nova Enciclopédia Larousse - Círculo de Leitores, 1998
Oliveira, Jorge - Antas e Menires do Concelho de Marvão - IBN MARUAN, nº 8, 1998
Rodrigues, Mª Conceição Monteiro - Carta Arqueológica do concelho de Castelo de Vide, 1976

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue

Etiquetas

Arquivo do blogue

RAÍZES DE ALGUNS SANTUÁRIOS  DO NORTE ALENTEJANO A minha comunicação deste ano no Congresso Internacional "Terras de Endov...