terça-feira, 15 de maio de 2007


CASTELO DE VIDE EM 1758

(continuação)



II

Freguesia de Sant’ Iago Maior
(folhas 1477 a 1480)


Respondo aos interrogatórios que faz menção e vieram no papel de letra redonda, que Vossa Excelência Reverendíssima nos entregou.

Nobre e notável vila de Castelo de Vide, província do Alentejo e praça de armas, bispado e comarca da cidade de Portalegre, da qual dista duas léguas, e outras duas da raia de Castela, e uma de Marvão para o nascente e sul. É antiquíssima e povoação. E foi contemporânea Norba Cesárea, e antes desta ser arruinada já existia esta vila. Deu-lhe foram Pedro Anes. Chamou-se antigamente Vila da Vide. É cercada de muros fortes com quatro portas. Tem forte castelo, obra não de el-rei Dom Dinis, porque é mais antigo. O que se entende por coisa certa é que o dito rei fez a torre da homenagem e no castelo faria alguns concertos. Senhor dela o infante Dom Afonso, seu irmão, que por muitas vezes intentou cercá-la de muros, o que lhe impediu com muita gente de armas. Goza de voto em cortes, com assento no banco onze.

Tirada esta notícia, e já aprovada, do Dicionário Geográfico do padre Luís Cardoso, da Congregação do Oratório.

Tem esta vila de Castelo de Vide em dez de Agosto feira de São Lourenço, franca, e outra em quinze de Janeiro, dia de Santo Amaro, franca.
E é de grande trato de panos, saragoças e baetas e xadrês.
É abundante de carnes de chacina de porco. Mata por ano mais de oito mil porcos e com boa satisfação.
Consta de três paróquias, que são estas:
Santa Maria da Devesa, que foi primeiro uma ermida edificada na era de César de mil trezentos e quarenta e nove, e na de Cristo de mil trezentos e onze, por Lourenço Pires e por sua mulher Domingas Joanes. É matriz e o seu pároco vigário, antigamente reitor.
A segunda paróquia, dedicada a São João Baptista, é da Ordem de São João de Malta. O pároco antigamente era vigário, hoje se intitula prior. É comenda das religiosas maltesas de Estremoz.
A terceira é esta minha freguesia, paróquia com o patrono dela, o apóstolo Sant’ Iago Maior, e é do padroado real. O pároco é prior e o é também da vila da Póvoa e Meadas, distante duas léguas dela. Apresentação é de Sua Magestade Fidelíssima e da sua Real Coroa.
Esta está dentro desta mesma vila e praça de Castelo de Vide, chamado o Bairro da Aldeia, que é dos lavradores, que algum dia nela moravam. E já hoje está diminuta dos ditos lavradores e terá cinco lavradores e os mais morreram e se foram para as outras freguesias.
Dela se avista[m] vila da Póvoa e Meadas e a vila de Nisa e a vila do Envendo da Beira e a vila de Montalvão e a vila de Alpalhão e a Vila de São João de Gáfete e a vila do Gavião e a vila de Marvão. Não se descobre mais por ter defronte a serra de São Paulo.


(continua)

1 comentário:

Luís Galego disse...

aguardo próximos capitulos....bons posts estes!!!

Pesquisar neste blogue

Etiquetas

Arquivo do blogue

JUDEUS E CRISTÃOS-NOVOS DE CASTELO DE VIDE em livro imprescindível O Laboratório de Estudos Judaicos vai editar mais dois volumes...